+ 55 (85) 4011 6310
Planeje sua viagem
Luciana Soares

10 cidades italianas incríveis que você talvez (ainda) não conheça

Luciana Soares agosto, 2021

Se você está pensando em fazer uma viagem para a Itália e quer visitar lugares incríveis e cheios de história, este post é para você. Que as cidades italianas estão entre as mais visitadas por turistas no mundo, provavelmente você já sabe. Roma, Milão e Veneza recebem milhões de turistas todos os anos.

Mas além dos destinos tradicionais, que outras cidades italianas incríveis você deveria visitar? Definitivamente, muitas! A Itália é um país cheio de histórias, por isso, o que não falta por aqui são cidades interessantes, de vários tamanhos e espalhadas por todo o país.

Neste post, trazemos 10 cidades que não costumam estar em muitos roteiros, mas você não pode deixar de visitar na sua próxima viagem à Itália. Seja pela paisagem, arquitetura, cultura, pessoas ou histórias, os lugares que apresentamos a seguir se destacam entre as cidades italianas incríveis.

Vamos descobri-las com a gente? Boa leitura!

 

10 cidades italianas incríveis e cheias de histórias que você precisa conhecer

 

1. Noto (Sicília)

Noto é não só uma pérola da Sicília, mas também uma das cidades italianas que você precisa conhecer. Antes de mais nada, Noto é um verdadeiro paraíso para amantes de arquitetura barroca. Suas construções rebuscadas em pedra clara são tão incríveis que são Patrimônio Mundial pela UNESCO. Segundo a organização, é o caráter artístico e arquitetônico único que justificam esta nomeação.

Ao mesmo tempo, há um fato histórico que torna Noto ainda mais especial. Apesar de uma cidade com esse nome existir aqui há séculos, o que você vê hoje é uma “nova” Noto, já que um terremoto arrasou a região em 1693.

Para finalizar, uma dica: quando for a Noto, lembre-se que a melhor hora para apreciar sua arquitetura é ao pôr do sol. A luz dourada torna a arquitetura de Noto absolutamente estonteante.

 

2. Matera (Basilicata)

Se você ama lugares fora do comum, Matera e vai encantar você. Primeiramente, pelo visual. Matera é como um quebra-cabeças em pedra à beira da montanha, com construções escavadas no tufo, antigas cavernas e vistas incríveis. As cavernas de Matera, chamadas sassi, serviram ao longo dos séculos como habitações e são sua marca registrada. Elas são um exemplo perfeito de ocupação humana adequada ao ecossistema.

Juntamente com o visual, a história também faz Matera ser uma das cidades italianas mais interessantes. Existem registros humanos aqui desde o Paleolítico, e suas cavernas naturais atraem moradores há pelo menos 7.000 anos! Esta tradição acabou moldando a aparência da cidade, que é feita de construções sobrepostas, ligadas por becos e escadarias.  Além disso, as cavernas também atraíam monges eremitas. Como resultado, Matera é repleta de antiquíssimas igrejas rupestres.

Apesar desta rica história, nos anos 1950, Matera foi considerada “vergonha nacional” pelo governo, devido à pobreza extrema dos habitantes dos sassi. Os moradores foram movidos para casas novas nos arredores dali, e a Matera virou uma cidade quase fantasma. Até que em 1993 foi declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO e retomou o orgulho de si mesma, tornando-se o que é hoje: a joia da Basilicata e uma das cidades italianas mais incríveis!

 

3. Bolonha (Emília Romanha)

Diferente de outras cidades da nossa lista, Bolonha não é propriamente “desconhecida”. Afinal, é a capital da Emília Romanha e sétima maior das cidades italianas. No entanto, cidades mais famosas como Milão, Roma e Florença muitas vezes eclipsam Bolonha, que acaba não entrando em muitos roteiros pela Itália.

Desde já, a gente alerta: isso é um verdadeiro pecado! Bologna é uma cidade vibrante, onde não falta alimento para o corpo e a alma.  Cultura, museus, prédios históricos e uma bela arquitetura – repare nas famosas arcadas do centro histórico – fazem parte das atrações dessa que está na lista das cidades italianas que você precisa visitar.

No entanto, a gastronomia talvez seja a faceta mais (literalmente!) deliciosa de Bolonha. A cidade afirma ser terra natal de pratos italianos famosíssimos, incluindo a lasanha, o tortellini e o tagliatelle. Além disso, a rica cultura gastronômica de Bolonha pode ser provada e comprovada nos seus mercados coloridos, comidas de rua e restaurantes maravilhosos.

Por fim, uma curiosidade, que revela muito sobre Bolonha.  A cidade é apelidada de La Grassa (a Gorda, devido à sua tradição culinária), La Dotta (a Culta, já que sua universidade é dita a mais antiga do mundo) e La Rossa (a Vermelha, graças às cores dos edifícios e às suas inclinações políticas).

 

4. Civita di Bagnoregio (Lázio)

Parece até cenário de filme: uma cidadezinha medieval encrustada no alto de um monte rochoso e cercada por vales. Mas é pura realidade. Estamos falando de Civita di Bagnoregio, uma das cidades italianas que talvez você não conheça, mas deveria.

Em primeiro lugar, o que faz Civita di Bagnoregio tão incrível é mesmo sua localização. O monte sobre o qual a cidade está localizada foi moldado ao longo do tempo pela erosão do vento e dos rios que passam ao seu lado. O resultado é quase surreal de tão lindo.

Contudo, a geografia de Civita di Bagnoregio fez que ela sofresse muitos desmoronamentos ao longos dos séculos. Como resultado, a cidade ganhou o poético apelido de città che muore(cidade que morre). Além disso, foi sendo abandonada pelos habitantes, de forma que hoje poucas pessoas moram ali.

Por último, uma curiosidade sobre Civita di Bagnoregio. O acesso à cidade se dá através de uma única ponte, que torna o visual ainda mais pitoresco. Esta ponte só foi construída em 1965. Antes disso, quem quisesse entrar ou sair da cidade tinha que enfrentar trilhas e escadarias.

 

5. Cefalù (Sicília)

Há algo de mágico em Cefalù, que faz dela uma das cidades italianas mais incríveis. Talvez seja sua orla, com praias lindas, embelezadas por barcos de pesca. Ou então as obras primas da arquitetura árabe-normanda (como a catedral, que é Patrimônio Mundial pela UNESCO). Seja como for, Cefalù é uma cidade que você deveria visitar na próxima viagem à Itália.

 

Para começar, o panorama natural de Cefalù é encantador e romântico, com as casas em cores claras localizadas entre o mar e uma grande e pitoresca colina rochosa. Alem disso, Cefalù é uma cidade medieval mas que ainda guarda traços dos tempos gregos e dos romanos.

É também um local que vai encantar você com praças, ruas e igrejas cheias de beleza e dignas de cartão postal. Não é à toa que o diretor Giuseppe Tornatore tenha escolhido usar Cefalù como cenário do seu belíssimo filme Cinema Paradiso (1990). 

 

6. Nápoles (Campânia)

Frequentemente ouve-se (até dos italianos!) que Nápoles é uma cidade desorganizada, suja e que não vale a pena ser visitada. Para nós, isso é uma tremenda injustiça, que faz com que turistas dêem bem menos atenção a Nápoles do que ela merece.

A verdade é que Nápoles é mesmo uma cidade que pode assustar, mas que certamente também encanta – e muito! Aqui, um certo caos mistura-se a um ar monumental e histórico; ruas com graffiti e roupas penduradas à janela dividem espaço com arquitetura belíssima, palácios e castelos; há o trânsito complicado, mas também um povo simpático e uma culinária divina. Em outras palavras, Nápoles é uma cidade com alma. Por isso, se você é daqueles viajantes que apreciam histórias e amam fugir do óbvio, Nápoles é imperdível.

Antes de tudo, Nápoles tem uma localização geográfica invejável, virada para o mar Tirreno e ao lado do poderoso Vesúvio. Aliás, foi esse vulcão que deu origem a um dos parques arqueológicos mais interessantes da Itália: Pompéia, que fica aqui pertinho.

Juntamente com isso, Nápoles tem uma história única, como prova o maravilhoso Museu Arqueológico. Além disso, seu centro histórico é Patrimônio Mundial pela UNESCO, graças ao riquíssimo patrimônio cultural, arquitetônico e artístico (como a fantástica Cappella Sansevero). Para finalizar, Nápoles é a terra mãe de um dos maiores símbolos da Itália ao redor do mundo: a pizza.

Em conclusão: como não amar essa cidade? Esqueça medos e preconceitos e deixe-se se encantar pela beleza nada óbvia de Nápoles.

 

7. Alberobello (Puglia)

Quando você chegar a Alberobello, na Puglia, pela primeira vez, pode até imaginar estar em uma cidade saída de um conto de fadas. E nós achamos isso completamente normal!  Afinal, esta é uma das cidades italianas mais pitorescas.

O que faz Alberobello um lugar incrível são seus trulli, as construções típicas da cidade. Além de supercharmosas, estas casinhas brancas de telhados cônicos são um exemplo excepcional de técnicas de construção muito antigas, que atravessaram o tempo e renderam à cidade o título de Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Ao mesmo tempo, os trulli têm história curiosa. Diz-se que no século XV o Reino de Nápoles ordenou um novo imposto sobre moradias. Para economizar, os nobres locais ordenaram aos camponeses que habitavam suas terras a fazer suas casas apenas com pedras e blocos de calcário, sem argamassa. Assim, elas poderiam ser facilmente “desmontadas” quando os cobradores viessem, e os moradores fugiam dos impostos. No topo, as casas eram enfeitadas com símbolos que remetiam a quem construiu o trullo, e, posteriormente, por diversos símbolos místicos pintados nos telhados cônicos.

Definitivamente, Alberobello merece estar em qualquer roteiro pela Puglia e na nossa lista de cidades italianas incríveis que mais pessoas deveriam conhecer!

 

8. Procida (Campânia)

Procida é a menor das ilhas da baía de Nápoles e muitas vezes passa desapercebida frente às suas irmãs mais famosas, Capri e Ischia. Mas não deveria ser assim, afinal, Procida é pura poesia e uma das cidades italianas mais graciosas.

Com suas casinhas multicoloridas em tons pastel, Procida é incrível por sua beleza, mas também por sua autenticidade. Aqui a atmosfera é calma e leve, com vistas incríveis, ruas estreitas e pitorescas e o charme imbatível dos barquinhos à beira mar.

Procida foi nomeada Capital Italiana da Cultura para 2022, por isso, tem entrado no radar de muitos turistas. Mas sua beleza encanta há mais tempo. Prova disso é que Procida foi cenário do filme O Carteiro e o Poeta (1995).

9. Siracusa (Sicília)

Siracusa é a cidade que resume como nenhuma outra a beleza atemporal da Sicília. Só por isso, já merecia estar na nossa lista de cidades italianas incríveis. Mas é a história que torna Siracusa tão especial.

Tudo começou em 734 a.C., com a ocupação grega. Em seu auge, Siracusa já foi a maior cidade do mundo antigo – maior até que Atenas e Corinto! Hoje, Siracusa guarda muitos resquícios gregos maravilhosos. O Parco Archeologico della Neapolis, um dos maiores sítios arqueológicos da Sicília, repleto de tesouros históricos de três milênios atrás.

Em Siracusa, ruínas gregas antigas misturam-se com charme e natureza exuberante à beira mar. Mesas de café ocupam deslumbrantes praças barrocas e ruas em tons dourados conduzem visitantes até o mar azul cintilante. Além disso, Ortigia, parte mais antiga da cidade junto ao mar, mistura elegância e casualidade de forma única.

Por isso, se você quer conhecer cidades italianas fora dos roteiros mais comuns, porém imperdíveis, não esqueça de Siracusa.

 

10. Bergamo (Lombardia)

Quem pensa que Milão é a única cidade da Lombardia que merece atenção está bastante enganado! Claro que a capital da moda italiana é mesmo o máximo. No entanto, a apenas duas horas dali está Bergamo, uma das cidades italianas incríveis, porém muitas vezes ignorada.

Bergamo é uma verdadeira joia medieval. Sua parte mais antiga, chamada “cidade alta”, é cercada majestosa muralha defensiva Veneziana do século XVI, que é Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Bergamo combina um rico patrimônio histórico e arquitetônico com piazzas cheias de charme. Além disso, aqui você vai encontrar ruas de calçamento que estão entre as mais lindas da Itália.

Em suma: se você quiser um roteiro por cidades italianas menos conhecidas mas que valham a pena a visita, Bergamo está certamente entre elas.

Ficou com vontade de conhecer estas e outras cidades italianas?

Se este artigo deixou você com muita vontade de conhecer as cidades italianas menos visitadas, mas cheias de beleza e história, que tal começar já a pensar na sua próxima viagem? Basta entrar em contato conosco e nossa equipe de especialistas entrará em contato para ajudar você a criar um roteiro mais que especial! 

Luciana Soares é jornalista é apaixonada por viagens. Trabalha na Cieli di Toscana e já morou em Florença, por isso conhece e ama as belezas da região.

Share




Posts relacionados

Newsletter

Não perca nenhuma novidade, assinando a newsletter!



Conecte-se